Fale Conosco

Stara
Evolução Constante
O planejamento e atuação agressiva no mercado são as ferramentas da Stara que resultam nas máquinas agrícolas com tecnologia de ponta e conquista de novos segmentos no mercado.
Com forte vocação tecnológica, comprovada pelo portfólio de produtos inovadores que são lançados, a Stara apresenta-se como uma empresa dinâmica que se antecipa às necessidades dos produtores rurais, gerando tecnologia voltada para o aumento da produtividade e do lucro na atividade.
A Stara atua em todo o território nacional e está presente nos cinco continentes, exportando para mais de 35 países. Além de investimentos no parque fabril que visam qualidade e agilidade na produção, a Stara investe nas pessoas, disponibilizando treinamentos e oportunidades de crescimento aos seus colaboradores.
A Stara acredita que são as pessoas que fazem a diferença, e que tornam possível uma história de crescimento e sucesso, como a sua própria história, que começou em 29 de agosto de 1960.

Linha do Tempo

1949
Origem

A família Stapelbroek morava na Holanda, onde trabalhava com ferraria e agricultura em um pequeno pedaço de terra. A vida era confortável e pacata: eles tinham uma casa ampla, com água encanada, energia elétrica e até telefone. Mas isso acabou por causa da Segunda Guerra Mundial, que arrasou a Europa, deixando um rastro de destruição e causando milhões de mortes.

Foram anos muito difíceis, de muitas perdas, medo e sofrimento. Em 1945 a guerra acabou oficialmente, mas um novo conflito era iminente. Para se afastar da crise socioeconômica e evitar que os filhos fossem convocados para um novo embate entre os países do Eixo e Aliados, Johannes Bernardus Stapelbroek decidiu se mudar para o Brasil.

Após quatro semanas em um navio numa viagem da Holanda para o Brasil, a família Stapelbroek chegou ao Porto de Santos, em São Paulo. Era 19 de abril de 1949. De lá seguiram para a fazenda Ribeirão, em Holambra/SP, onde começaram a trabalhar em forma de cooperativa.

1953
Chegada em Não-Me-Toque

Incentivados por padres holandeses e por não encontrarem em Holambra situações favoráveis para trabalhar e crescer, a família Stapelbroek decide buscar novos horizontes e chega a Não-Me-Toque/RS. Johannes Bernardus Stapelbroek em sociedade com Gerrit Jan Rauwers funda uma pequena ferraria, a Stapelbroek, Rauwers & Cia Ltda, que tinha como principal atividade a montagem e manutenção de máquinas e implementos agrícolas importados da Europa que começavam a chegar à região para impulsionar a agricultura em escala comercial. A necessidade de adaptação dos produtos às características da região, solo e culturas impulsionou a fabricação de novos implementos.

1960
Nasce a Stapelbroek e Cia Ltda

A agricultura fez prosperar os negócios e a sociedade com Gerrit Jan Rauwers foi desfeita por acordo, fazendo surgir a Stapelbroek & Cia Ltda. Johannes Bernardus Stapelbroek e os filhos Johannes, Franciscus e Harrie começaram a fabricar máquinas agrícolas, lançando no mercado a primeira capinadeira do Brasil com rodas, braços flutuantes e dirigível. Era o início da tradição da Stara em criar soluções para os agricultores.

1978
Inaugurada Nova Área

Produtos como as Capinadeiras e Grades proporcionaram um grande crescimento e a pequena oficina necessitava de espaço fabril maior para atender a demanda existente em várias regiões do Brasil. Visando essa expansão do mercado, a Stara ampliou a sua estrutura, transferindo-se para um prédio de 8.000 m², onde permanecem as atuais instalações da indústria.

1982
Crescimento da Stara

A economia passa por uma forte crise que afeta principalmente a indústria. A Stara havia tomado empréstimos indexados pela moeda norte-america para a construção de sua nova unidade fabril, inaugurada em 1978. A grande valorização do dólar aumentou a dívida da Stara e agravou consideravelmente a crise na empresa, que quase decretou falência.

As dificuldades financeiras acarretaram a abertura de capital, através da transformação em S/A, trazendo novos sócios, novas ideias e capital. O principal deles foi Franciscus Johannes Stapelbroek, o “Seu Chico”, que foi o maior colaborador e apoiador da Stara. Esta fase marcou o ingresso da nova geração na direção da empresa, com modernidade administrativa e manutenção dos ideais dos fundadores. Nesse período, o principal produto da Stara era o subsolador Asa, que nasceu com o grande diferencial do desarme automático, responsável por levar a marca Stara pelos quatro cantos do Brasil.

1987
Plainas Agrícolas Dianteiras

A Stara lança as plainas agrícolas dianteiras, as PADs, que se tornam as líderes absolutas de mercado no Brasil.

Mais uma novidade da Stara foi o lançamento do Asa Laser, o primeiro subsolador do Brasil com sistema de desarme automático, em que o implemento e o trator são protegidos contra choques bruscos.

1997
Parcerias

Para ampliar a sua linha de produtos, a Stara faz parcerias com outras empresas. A primeira delas foi com a Vicon, que inaugura a linha de distribuição da marca, com o Tornado 600P.

1998
Novos Produtos

Em busca de novos produtos, a Stara busca aliança com a Yomel, uma empresa argentina com vasta tradição nesta linha, acrescentando o Tornado 1300 à sua linha de distribuição.

1999
Alianças Estratégicas

Através da joint venture com a Amazone Werke, da Alemanha, a Stara dá mais um passo decisivo e transformador em sua trajetória, aumentando a gama de distribuidores e pulverizadores oferecidos aos produtores.

2000
Agricultura de Precisão

Criado o primeiro projeto de agricultura de precisão em nível comercial, denominado Aquarius, que atua em pesquisa de máquinas agrícolas que viabilizem a agricultura de precisão, possuindo o maior banco de dados do mundo.

2001
Aliança Comercial

Selada a aliança comercial com a Sfil Industrial Agrícola Fortaleza Ltda, que atuava no mercado regional de plantadoras e semeadoras, fazendo surgir a marca Stara Sfil.

2006
A Evolução se torna Constante

Mudanças significativas na raiz societária da Stara conferiram à filha de Franciscus Stapelbroek, Susana Stapelbroek Trennepohl, ao seu genro Gilson Trennepohl e aos seus netos Fernando, Átila e Nicole o controle acionário da empresa, sedimentando o ingresso da terceira e quarta geração. Desfez-se a parceria com a Sfil e a marca voltou a ser Stara. Em negociação com os acionistas da Alemanha, a fábrica de pulverizadores passou a ter o comando acionário da Stara. Desta forma, a empresa teve ampliada sua matriz industrial, o que contribuiu significativamente para o crescimento do portfólio de produtos, fortalecendo a marca e oportunizando uma maior participação no mercado nacional e internacional.

2008
A mais completa do Brasil

A Stara entra no mercado de plantio, tornando-se a indústria com a mais completa linha de máquinas agrícolas do Brasil.

2009
Pulverizadores Autopropelidos

Inspirada em sua filosofia de evolução, a Stara realizou investimentos estratégicos que lhe garantiram maior participação de mercado e crescimento sustentável. Introduziu mais produtos à sua linha, os pulverizadores autopropelidos Gladiadores, que passaram a ser os únicos pulverizadores autopropelidos do Brasil equipados direto de fábrica com o pacote de tecnologia.

2010
50 Anos

A Stara chega aos 50 anos com o orgulho de ser uma empresa familiar com uma administração voltada para princípios como a transparência, compartilhamento dos resultados, crescimento sustentável, confiança e comprometimento. Uma empresa com gestão profissional e responsável, fundamentada em planejamento e estratégias que mantêm a solidez da marca, tornando-a mais presente no cenário mundial. A Stara também inaugurou sua filial localizada em Carazinho/RS que atende a produção de fundidos utilizados na produção de máquinas agrícolas Stara.

Outro importante fato é o lançamento do primeiro e único autopropelido com barras centrais do mundo, o Imperador 3100. Um projeto inédito em todo o mundo e que conquistou patente em vários países, diferenciando a Stara e fortalecendo ainda mais o seu posicionamento de uma marca inovadora e geradora de novas tecnologias.

2012
Endomarketing

Com o intuito de valorizar o colaborador, seus parceiros e satisfazer seus clientes, a Stara apostou em novos projetos. A empresa aumentou seu espaço fabril e investiu pesado em projetos que aproximam o colaborador da empresa, resultando em satisfação e qualidade no trabalho. Surge o Projeto “Olhar de Tigre”, que tem como objetivo atrair, descobrir e reter os talentos na empresa. Surge também o Projeto Íris, propondo uma revisão dos processos existentes na empresa em busca da excelência produtiva e satisfação total dos clientes.

2013
Tratores

Evoluindo constantemente, a Stara entra para a história do agronegócio brasileiro: lança o ST MAX 105 e torna-se a primeira indústria de máquinas agrícolas brasileiras a incorporar tratores em sua linha de produtos, oferecendo ao mercado o pacote completo com máquinas agrícolas e tratores com tecnologia de ponta.

2014
Nova Sede Administrativa

Inaugurada a nova sede administrativa, um espaço amplo e moderno,  que além de comportar as áreas de Recursos Humanos, Engenharia e Suprimentos, estreou um belo e agradável refeitório com capacidade para 2,5 mil refeições por dia, com a opção de quatro cardápios distintos.

A inovação é constante e a Stara apresentou ao mercado, em um único ano, nove lançamentos: as Rebokes 26000 e 12000 TSI, a Ceres Super, o Topper 5500, a Extratora Drag, a Embolsadora Super Bin, a Victória Top RD, a Estrela e o Super Bruttus 30000.

2015
Implantação do SAP

A evolução não para na Stara, e logo na arrancada de 2015 o SAP, System Analysis and Program Development, é implantado oficialmente e passa a ser sistema para processamento de dados da empresa.

A Stara dá mais um grande e importante passo em sua história, apresenta uma nova composição patrimonial e passa a ter como acionista minoritário o BNDESPAR, uma empresa de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, que apoia o plano de negócios da companhia, pautado em investimentos em tecnologia para ampliação e renovação do portfólio de produtos e na construção de uma nova planta industrial.

2016
Nova unidade de montagem

A Stara inicia 2016 reunindo mais de 1,2 mil pessoas em um grande evento de lançamento de 4 importantes produtos: Imperador 3.0, Princesa, Hércules 6.0 e Brava +.

O Imperador 3.0 antecipa uma tendência ao ser o primeiro autopropelido do mundo com dupla função, ou seja, é um distribuidor e um pulverizador na mesma máquina.

Para a produção de suas novas máquinas, a Stara passa a contar com mais uma unidade de montagem. Ampla e moderna, a nova fábrica possui 23 mil m² de área e segue conceitos de sustentabilidade e maior eficiência produtiva.

2017
Produtos Inovadores

No ano de 2017, a Stara apresentou 8 lançamentos, seguindo a sua premissa de evolução constante.
Para o plantio, a Stara apresentou a Cinderela e a nova Absoluta, além do Desligamento Linha a Linha Stara, tecnologia que permite o desligamento automático das linhas de plantio no exato momento em que o monitor detecta uma área onde o plantio foi realizado anteriormente.

2018
A sua lavoura Guapa

Reforçando sua atuação no segmento de plantio, a Stara lança a linha de semeadoras Guapa. A Guapa e a Guapa Supra são excelentes opções para uma semeadura de qualidade da cultura do arroz.

Neste ano a Stara lançou outra grande inovação. O Imperador 3.0, que já tinha dupla função, passa a ser também um semeador pneumático, através do Sistema Ponte Verde.

2019
A melhor eficiência em pulverização

A Stara inovou mais uma vez ao lançar o pulverizador autopropelido Imperador 3000 e 4000, que apresenta a melhor eficiência em pulverização e vários diferenciais tecnológicos.

A Stara também lançou o Conecta, exclusivo serviço de acesso remoto que permite conectar o operador em tempo real com a fábrica.

Além disso, novamente a Stara traz inovações para o produtor rural no plantio ao lançar a Absoluta 61, a Guapa Supra Winter e o Sistema Syncro.